“As maldições mais terríveis são as feitas pelos pais ou parentes próximos”

Don Gabriele Amorth afirma isso em entrevista concedida a Rita Sberna quando ela ainda estava viva, e relatada no novo livro “Inferno la tragic choice”

Mal, o diabo, maldições: como eles agem? Quais são as consequências para os homens?

Rita Sberna fala sobre isso no livro “Inferno a escolha trágica” (Edizioni Segno), no qual também relança uma entrevista com Don Gabriele Amorth, quando o exorcista ainda estava vivo. O prefácio do livro é de Mons. Giovanni D’Ercole.

O “mal” no Evangelho

«O” mal “é um assunto quase tabu – escreve Sberna – a própria palavra nos faz pensar no” mistério “e nos leva com a mente a algum filme de terror de sucesso, pense, por exemplo, no filme” O Exorcista”».

Em vez disso, “se lemos mais a Sagrada Escritura, talvez hoje entenderíamos muitas coisas e não ficaríamos muito surpresos. Por exemplo, em Mt 8, 16-17, lemos:

“Ao cair da tarde, trouxeram-lhe muitos endemoninhados e ele expulsou os espíritos com a palavra e curou todos os enfermos, para que o que havia sido dito pelo profeta Isaías se cumpriria: Ele tomou as nossas enfermidades e assumiu as doenças”».

“Mas há uma passagem do Evangelho – continua Sberna – que gosto de recordar de uma forma particular, contém tudo o que pode ser útil para uma melhor compreensão do assunto, e é o Evangelho de Lucas, no capítulo 11.14-26 :

“Jesus estava expulsando um demônio que era mudo. Quando o diabo saiu, o mudo começou a falar e as multidões foram tomadas de espanto (..) ».

Pessoas ligadas a Satanás

O Evangelho, lemos em “Inferno la tragic choice” (Edizioni Segno ), “está cheio desses episódios, mas isso não é suficiente porque a incredulidade do homem nega a verdade mesmo diante das evidências e da Palavra de Deus, QUE É fonte da Verdade absoluta».

Don Gabriele Amorth, na entrevista concedida ao autor, explica como funciona o mal e as consequências que às vezes podem ser desastrosas.

“Há pessoas que estão ligadas a Satanás e muitas vezes alguns recorrem a eles. Às vezes, mesmo com uma perfídia pessoal diabólica, lançam alguma maldição.

As maldições mais terríveis são as feitas pelos pais ou parentes próximos. Eles não devem ser subestimados, mesmo que sejam feitos por outras pessoas”.

O impulso para o pecado

“O que mais importa ao diabo é levar o homem ao pecado (enviando tentações à pessoa), mas o maligno não tem o poder de nos fazer cair no pecado porque, cair no pecado, depende apenas de nós homens, através do livre arbítrio que Deus nos deu ».

Não apenas maldições.

“O diabo tem o poder de enviar tentações, às vezes nos fazendo negar a própria presença de Deus ou os mandamentos de Deus. Por exemplo, o mandamento “Não matarás” é quebrado todos os anos justamente porque mais de 50 milhões de mortes ocorrem no mundo.

“Direto para o inferno”

Em geral, continua Amorth, “não são os pecados que levam o homem à possessão diabólica porque os pecados induzem o homem, muito pior do que à possessão diabólica: eles o levam ao inferno. O diabo em sua ação ordinária tenta a todos nós (do nascimento à morte). Até Jesus e Nossa Senhora foram tentados».

«Através das tentações – conclui o exorcista – o maligno tenta fazer-nos cair no pecado.

O homem caindo no pecado não está mais com Deus, mas com Satanás.

Se morrermos em estado de pecado grave, iremos direto para o inferno.

Deus nunca quer que o pecador morra, mas quer que o pecador se converta e enquanto estivermos nesta terra, Deus nos envia continuamente oportunidades de conversão”.

A maldição, como o próprio nome já diz é o mal na ação, se você está convicto da sua ação benfeitora, não precisa temer maldição alguma.

Se maldições forem lançadas por pai e mãe ou parentes próximo, é importante que a pessoa se converta e implore proteção a Deus, que ela se coloque no caminho do amor e da justiça e se volte exclusicamente à prática do bem.

*DA REDAÇÃO HP. Foto de Dahiana Waszaj no Unsplash. Com informações Aleteia.


VOCÊ CONHECE O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO HOMEM NA PRÁTICA?

O UNIVERSO MASCULINO EM UM SÓ LUGAR.

RECOMENDAMOS






Queremos falar de forma descontraída sobre o universo masculino sem qualquer estereótipo. Prazeres, Família, Trabalho, Finanças, Futuro e Gastronomia. Papo aberto, franco e direto!