Com Síndrome do Pânico, Carlinhos Maia se afasta das redes sociais

De acordo com informações do Jornal O Globo, o influencer Carlinhos Maia, se afatou das redes sociais após afirmar que sofre de Síndrome do Pânico.

O influencer disse que vai se afastar por alguns dias das redes sociais para se recuperar. O humorista veio a público dizer que sofre há anos desse transtorno, mas que desde maio, os sintomas tem piorado bastante. Para quem não lembra, Carlinhos Maia teve o apartamento assaltado em Maceio, onde vive, e desde então, as crises se intensificaram.

A Síndrome do Pânico é um transtorno caracterizado por crises recorrentes e inesperadas de ansiedade e atinge até 4% da população segundo a OMS. Muitos seguidores o apoiaram em sua decisão.

Em seus stories do Instagram, ele disse:

— Agora vou tirar um tempo para mim, porque não estou 100% (… ) Vou tirar esses dias para ficar tranquilo, para me recuperar, para ficar 100% e aí a gente volta com tudo (…) Tenho síndrome de pânico há muitos anos já, não fico falando toda hora para vocês. E desde o negócio do assalto, isso aumentou — disse o influencer.

Tudo começou em 2021, equando ele contou ao podcast Inteligência Ltda, que após receber ataques virtuais a doença começou a dar sinais, e logo depois ele recebeu o diagnóstico. Na época ele disse:

— Nunca falei disso, inclusive. Tive uma síndrome do pânico pesadíssima logo após meu casamento (ele e Lucas Guimarães, também influencer, se casaram em maio de 2019). Dei uma pirada, de ficar assustado com tudo, de não sair de casa. Quando você recebe muitas críticas, você sempre acha que, em qualquer momento, alguém vai fazer alguma coisa com você. Ficava me tremendo dentro de casa, não dormia, foi uma fase bem ruim da minha vida. Foram alguns meses bem pesados. Perdi 12 quilos — desabafou Carlinhos na época.

Os sintomas da Síndrome do pânico vão desde preocupações exageradas, tensões ou medos desproporcionais, sensação contínua de que um desastre ou algo muito ruim vai acontecer; angustias em relação a saúde, dinheiro, família ou trabalho; pensamentos negativos com imagens ou atitude perturbadoras; pavor depois de vivenciar uma situação muito difícil; insônia; taquicardia (aceleração dos batimentos cardíacos); sudorese; tremores; ondas de calor ou de frio; até falta de ar.

Caso você esteja passndo por isso, procure ajuda profissional, o tratamento precisa ser feito com acompanhamento e não deve demorar para se ter o diagnóstico.

*DA REDAÇÃO HP.


VOCÊ CONHECE O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO HOMEM NA PRÁTICA?

O UNIVERSO MASCULINO EM UM SÓ LUGAR.

RECOMENDAMOS






Queremos falar de forma descontraída sobre o universo masculino sem qualquer estereótipo. Prazeres, Família, Trabalho, Finanças, Futuro e Gastronomia. Papo aberto, franco e direto!