Por Sandra Perin

Tudo aconteceu porque tive a felicidade de uma separação muito doida, muito triste. Momento especial da vida: sem chão, sem rumo, e as crenças em crise. bulimia. Marco Zero. Essa é a grande alavanca da vida: a DOR, o presente que o Universo entrega para que faça a única escolha possível: evoluir como pessoa ou passar a vida mecanicamente, sem esperança, sem conhecimento, apenas cumprindo um papel. Todos nós temos essa oportunidade, esse chamado, uma vez na vida pelo menos, é como estarmos em uma encruzilhada, numa bifurcação e aí fazemos uma escolha.

Eu escolhi arriscar, buscar , descobrir. Escolhi, o fui escolhida pelos estudos dos oráculos: runas, tarô, numerologia e nessa estrada acabei me deparando com a Astrologia. Que impacto: tudo no papel:- quem é você, o que veio fazer aqui, quais suas ferramentas na personalidade que vão te apoiar e quais seus principais desafios. Uma paixão do viver. Certezas brilhando no cérebro, coração aquecido. Há um mundo verdade e há uma mapa que conta sua história. Lendo muito e vivenciando situações incríveis com os clientes, comecei a questionar a origem da vida. De onde saiu esse mapa?

Nos livros de Astrologia me deparava com sempre com frases, que criavam grande impacto em mim , de um russo chamado Gurdjieff, responsável por uma escola de desenvolvimento humano, chamada Quarto Caminho.

Fui buscar a biografia e me deparei com seu livro: Fragmentos de um Ensinamento Desconhecido”. Tudo ali: um método de evolução, um chamado, A VIDA. Um jornada de 40 anos permeia essa história e a segurança de estar trilhando um caminho, uma jornada, uma vida, é como achar o Cálice Sagrado.

A tal da espiritualidade é uma semente que brota sozinha na busca do autoconhecimento e aí você envereda pelo mundo abstrato onde há coragem, leveza e o verdadeiro poder: a possibilidade de ser quem é.

Uma dor? Uma vitória , uma oportunidade. Uma certeza de que viver é uma estranha felicidade e que esse sistema é geometricamente Divino.
A espiritualidade é uma escolha. Aposte em buscá-la, está na dobra das suas mãos. Só é preciso disponibilidade.

RECOMENDAMOS


COMENTÁRIOS