Não é só achismo, a ciência comprova que elas preferem mesmo os homens engraçados. Pode parecer óbvio, afinal companhias leves e que façam rir são sempre bem-vindas, mas o que até pouco tempo atrás não se sabia é que a atração pelos palhacinhos da turma tem mesmo base científica.

Diversos estudos tem sido realizados (provavelmente por cientistas bonitões e sem senso de humor) em busca de uma explicação para o fenômeno, afinal, como assim o humor pesa mais do que um sorriso colgate, tanquinho na barriga e um carrão estiloso?

Em busca de uma solução para tal mistério, pesquisadores da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, realizaram um estudo no qual avaliaram a atividade cerebral de mulheres em resposta aos estímulos engraçados. Por meio de mapeamentos avançados, descobriram que a área responsável pela percepção de “recompensas” ficava muito mais ativa nelas do que neles diante de situações bem humoradas.

A pesquisa conclui também que o cérebro feminino é geneticamente programado para reagir de modo mais exacerbado aos estímulos engraçados. Após escanearem os cérebros de 22 meninos e meninas entre 6 e 13 anos, enquanto assistiam a vídeos humorísticos, constataram que os cérebros das meninas mostraram uma atividade mais elevada do que o dos meninos. Os autores finalizaram o estudo afirmando que os achados suportam a teoria de que as mulheres evoluíram para apreciar o humor, enquanto os homens evoluíram para produzir humor.

Os pesquisadores disseram ainda que seus dados sugerem que a seleção de um companheiro, por conta de seu bom humor é mais eficaz nas mulheres, porque o cérebro feminino, e particularmente o circuito de recompensa, é biologicamente mais bem preparado para responder de acordo.

Outro estudo, realizado na Universidade de Northumbria, na Grã-Bretanha, distribuiu diversos perfis de homens, dentre os quais alguns muito bem humorados, entre 45 mulheres. A partir destas descrições, elas tinham que classificar os homens de acordo com a inteligência e a honestidade, avaliando as chances de amizade ou de possíveis relacionamentos.

Tanto em relação a ser mais inteligente quanto a ter relacionamentos mais longos, os que possuíam uma descrição mais bem humorada acabaram sendo mais bem avaliados. Isso sugere que a maioria das mulheres associa o bom humor à inteligência.

Pois é, não dá pra ser “serião” quando o foco é a conquista… Algumas das vantagens que elas pontuam em ser engraçado envolvem a maior habilidade que eles teriam em evitar que o relacionamento caísse na rotina, conseguir animá-las quando estivessem se sentindo tristes e carentes, além de parecerem mais otimistas. No entanto, exagerar na dose poderia ser pior do que ser mal humorado naturalmente. Por isso, cuidado com bom senso! Um homem engraçado, que atrai as mulheres, é aquele que sabe o momento e o jeito certo de se fazer uma gracinha. Dedicar-se a aprender piadas, forçar o humor para ganhar a fama de engraçado não adianta. É preciso ter o humor na veia, sem exagerar ou forçar a barra, isso reflete inteligência e atrai a mulherada!

Além disso, há o risco de cair na temida “friendzone”. Muitas vezes, a boa companhia de alguém engraçado já basta como uma amizade. Então, dependendo da intenção do homem, é importante saber dosar o bom humor e as piadas, para não ter que se conformar em ser só o melhor amigo.

É rir pra não chorar, amigos… Pode ser um consolo ou um banho de água fria saber que elas preferem os engraçados. Então, se quer ser o rei do pedaço, bora caprichar também nas suas tiradas!

 

RECOMENDAMOS


COMENTÁRIOS




Homem na Prática
Queremos falar de forma descontraída sobre o universo masculino sem qualquer estereótipo. Prazeres, Família, Trabalho, Finanças, Futuro e Gastronomia. Papo aberto, franco e direto!