Homem doa U$60 milhões à universidade que largou porque não tinha dinheiro.

Em 1963, Calvin Tyler foi forçado a abandonar o curso de administração na universidade Morgan State, em Baltimore, nos Estados Unidos porque não tinha dinheiro para pagar. Faltava apenas um ano para ele se formar, mas as mensalidades ficaram muito caras e o jovem não tinha como pagá-las na época.

Após 60 anos, Calvin fez questão de entregar pessoalmente uma ajuda de US $ 20 milhões (aproximadamente R$ 100 milhões) ao banco de bolsas de estudos da instituição.

Ele comentou que não quer que nenhum outro jovem passe o que ele passou, precisando abandonar os sonhos por não ter dinheiro.

A importância da doação de Calvin se torna ainda maior, quando sabemos que a Morgan State University é uma instituição historicamente negra, onde há um número grande de jovens de periferia que buscam uma formação superior e melhores oportunidades de trabalho.

De motorista a vice-presidente de empresa

Quando largou a faculdade, Calvin foi trabalhar como motorista da UPS, que é uma das maiores empresas de logística do mundo.

De motorista ele batalhou bastante e chegou ao cargo de diretor e vice-presidente da organização, nos Estados Unidos.

Já com condições financeiras bastante favoráveis, Calvin e sua esposa, Tina Tyler, abriram o Fundo de Bolsas de Estudo Calvin e Tina Tyler, em 2002. Desde então, o casal vem ajudando estudantes da Morgan State University com pagamento integral das mensalidades para alguns alunos selecionados que encontram barreiras para estudar por não terem dinheiro suficiente para pagar os estudos.

Maior doação da história de universidades negras
dinheiro 300x199 - Homem doa U$60 milhões à universidade que largou porque não tinha dinheiro

Em 2016, os Tylers foram um pouco além e doaram US $ 5 milhões à universidade. Agora em 2021, eles resolveram aumentar o valor e entregaram US $ 20 milhões que serão transformados em bolsas de estudo para os alunos.

A universidade publicou em nota que o “presente monumental” é a maior doação privada de um ex-aluno na história da universidade. Diretores da instituição acreditam que é a maior contribuição desse tipo para qualquer faculdade ou universidade historicamente negra.

“Minha esposa e eu ficamos bem cientes do efeito que a pandemia teve em vários jovens que tentavam obter educação [e] temos os recursos para ajudar muitos jovens”, disse Tyler.

O Fundo de Bolsas de Estudo Calvin e Tina Tyler já ajudou 222 alunos na universidade por meio de 46 bolsas integrais e 176 parciais.

*DA REDAÇÃO HP. Com informações SNB.


VOCÊ CONHECE O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO HOMEM NA PRÁTICA? O UNIVERSO MASCULINO EM UM SÓ LUGAR.

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Homem na Prática
Queremos falar de forma descontraída sobre o universo masculino sem qualquer estereótipo. Prazeres, Família, Trabalho, Finanças, Futuro e Gastronomia. Papo aberto, franco e direto!