Cada vez mais, a meditação ganha adeptos no mundo todo. A estressante rotina do dia-a-dia, sempre deixando nosso corpo e mente exaustos, é um dos principais motivos para esta prática ser tão difundida.

A meditação garante uma porção de benefícios, fortalecendo nossa integridade (mental e física). Também reforça a nossa habilidade de nos sentirmos no presente. Por exemplo, se nossa cabeça está sempre no passado ou visando o futuro, automaticamente ficamos impedidos de resolver as questões do nosso presente. Por isso, a meditação se faz essencial.

Que tal tirar um tempo do seu dia para começar a se dedicar à meditação? Você só tem a ganhar ao incluir a meditação na sua rotina. A seguir, um guia passo a passo para você começar.

Arrume um cronômetro

A primeira coisa que você precisa é de um cronômetro. Tanto faz se ele for um cronômetro de verdade ou apenas um aplicativo no seu celular. O importante é você conseguir cronometrar exatamente o seu tempo. Lembre-se: nada de sair no meio. É fundamental que você só se levante quando o tempo esgotar. Certamente isso vai ajudar você a manter o foco na atividade.

Procure um local bem confortável

É preciso que o local seja amplo o suficiente para que você fique com as costas totalmente retas. Muitos utilizam um colchonete colocado no chão. É imprescindível que seus quadris fiquem mais altos que seus joelhos quando você cruzar as pernas. Imagine a sua coluna como um monte de blocos segurando uns aos outros. Não é necessário forçar a musculatura para estabilizar suas costas – deixe que seu corpo faça isso naturalmente. É preciso que você ache uma posição que você se preocupe mais com praticar a meditação do que com a dor nas costas. Uma das formas de evitar isso é escorar suas costas na parede – contanto que fique elas fiquem totalmente eretas.

Programe um período de tempo

Fazer a meditação por um período de 20 minutos parece razoável para a maioria das pessoas. Caso você ache muito tempo, inicie com 5 minutos por dia. Aos poucos, conforme você já for se acostumando, tente aumentar esse período. Muitas pessoas começam com apenas 5 minutos e em questão de meses podem chegar até a ficar horas meditando.

Fuja completamente das distrações

Como é uma atividade que exige completa atenção, você tem que fugir totalmente das distrações do cotidiano. Desligue seu telefone, computador, televisão, enfim, tudo que pode lhe tirar a atenção. Faça o possível para que nada lhe atrapalhe. Muitas vezes, ficar incomunicável pode causar inquietação – e é justamente nisso que a meditação vai lhe ajudar. Mantenha seu foco até o final da atividade e só então religue estes aparelhos.

Acerte o seu cronômetro e sente-se no seu lugar

Agora que você já tem um lugar exato para sentar, pegou o seu cronômetro e desligou todos os seus aparelhos que podem tirar a atenção, chegou a hora de iniciar. Acerte o tempo exato no seu cronômetro e sente-se no confortável local que você escolheu.

Determine o seu foco

Acima de tudo, é muito importante ter um foco bastante sólido. Ele vai lhe auxiliar a sua mente a “retornar” quando você começar a ficar distraído – e você vai. Não se preocupe, basta tentar voltar ao seu foco novamente. Tente quantas vezes for necessário. Aqui vão três dicas do que você pode se concentrar durante sua meditação:

Respiração: você pode encontrar uma área do seu corpo para sentir como a respiração passa por ele – pode ser dentro do seu nariz ou até o seu dorso. Nesse método, o foco é nas sensações que a respiração está causando em você. Portanto, aguce sua curiosidade e apenas observe as diferentes sensações que isso tudo pode ocasionar – e você pode nunca ter notado.

Inspirar e expirar: existem algumas maneiras de manter a concentração apenas dizendo mentalmente os movimentos da sua respiração. Quando inspirar, mentalize: “inspira…”. Quando expirar, faça o mesmo: “…expira”. Pode parecer cansativo e repetitivo, mas vai ajudá-lo a manter o foco.

Explorar as sensações corporais: da mesma forma que você pode se concentrar na respiração passando por determinadas partes do seu corpo, experimente perceber como o corpo reage durante a meditação. Atente-se para como suas mãos e seus dedos se sentem. Seu pescoço, seus pés, suas pálpebras… Cada parte do corpo vai reagir de uma maneira. Explore como cada uma delas reage. Assim, uma sugestão é escolher uma parte por dia. Desta forma, você vai conhecendo calmamente as reações do seu corpo como um todo.

Comece a meditar

Agora que você já tem todas as dicas de como ficar focado durante a meditação, é hora de começar o processo. Dê partida no seu cronômetro, feche os olhos e relaxe. Tente ao máximo deixar a sua mente desligada. Muitas vezes você vai se ver preso em pensamentos – é aí que você precisa restabelecer o seu foco, com as dicas que lhe passamos acima. Não adianta você brigar com sua cabeça – é a prática contínua que vai melhorar seu poder de concentração. Não desanime se não conseguir nas primeiras vezes, já que não é um processo simples. Porém, a prática vai lhe ajudar constantemente a vencer essa barreira.

O que vem depois

Comprometa-se consigo mesmo a meditar por um período mínimo de 30 dias sem interrupções. Caso você perca algum desses dias, recomece a contagem. É fundamental que você dê uma chance a si mesmo de provar que pode fazer mudanças e sentir os benefícios delas. Caso você não consiga a motivação necessária para meditar sozinho, tente procurar um amigo ou um grupo para fazer com você. Portanto, fazer uma vez apenas pode não resolver muita coisa, mas fazer todos os dias pode dar bons resultados. Faça valer a pena!

RECOMENDAMOS


COMENTÁRIOS




Homem na Prática
Queremos falar de forma descontraída sobre o universo masculino sem qualquer estereótipo. Prazeres, Família, Trabalho, Finanças, Futuro e Gastronomia. Papo aberto, franco e direto!