Mexicanos criam máscara superprotetora contra o vírus que suporta até 10 lavagens.

“Ao usar uma mistura de prata-cobre formando uma nanocamada de 30 a 40 nanômetros de espessura, oferece dupla proteção contra vírus e bactérias”, explica a líder do projeto, Sandra Rodil.

Desde o início da pandemia, certos implementos tornaram-se essenciais para prevenir infecções. Esses são o álcool gel e as máscaras. O uso constante reduz muito as chances de contrair o vírus que se espalha por meio de gotículas de saliva.

Mas recentemente uma instituição educacional no México, a Universidade Nacional Autônoma do México (UNAM), inventou uma ferramenta importante que pode ser essencial na proteção ao coronavírus: uma máscara antimicrobiana que pode impedir o contato com o SARS-Cov-2, o vírus que produz a doença.

mascara protetora resistente ao virus - Mexicanos criam máscara superprotetora contra o vírus que suporta até 10 lavagens.
UNAM

Deve-se levar em consideração que a máscara cirúrgica consegue ser uma barreira contra o vírus. Mas esta nova invenção pode desativá-lo, de acordo com o El Universal.

Este implemento nasceu como um projeto universitário, liderado por Sandra Rodil, do Instituto de Pesquisa de Materiais da UNAM, no qual foi criado um material que recebeu a marca SakCu, que é a combinação de prata e cobre.

Proteção vai além

Além de ter um material que pode destruir o vírus, a máscara é reutilizável, o que difere das máscaras cirúrgicas que protegem as pessoas por algumas horas. Este utensílio inventado pela UNAM possui três camadas de algodão formadas por nanocamadas de prata e cobre.

O especialista e líder do projeto explicou que “ao usar uma mistura de prata-cobre formando uma nanocamada entre 30 e 40 nanômetros de espessura, ela oferece dupla proteção contra vírus e bactérias”. Ele ainda acrescentou que o material poderia “resistir a 10 lavagens”.

Diminuição do vírus no ambiente

Após vários testes e investigações, os cientistas perceberam que a concentração do vírus desapareceu em mais de 80% ao entrar em contato com o material. Na verdade, depois de duas horas, o RNA do vírus já havia sumido.

Agora, segundo o acadêmico, está sendo avaliado de que forma será feito para que as máscaras cheguem ao mercado e esteja a disposição das pessoas o mais rápido possível.

*DA REDAÇÃO HP.
Com informações UPSOCL.


VOCÊ CONHECE O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO HOMEM NA PRÁTICA? O UNIVERSO MASCULINO EM UM SÓ LUGAR.

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Homem na Prática
Queremos falar de forma descontraída sobre o universo masculino sem qualquer estereótipo. Prazeres, Família, Trabalho, Finanças, Futuro e Gastronomia. Papo aberto, franco e direto!