Mulher salta do carro em movimento quando percebe que seria dopada por motorista de App

Duda Bassani, contou em seu Instagram a história de como uma noite que deveria ser normal, quase terminou em tragédia. Ela denunciou um motorista de App de tentar forçá-la a cheirar um líquido que iria a fazer dormir.

Ser mulher pode ser um atestado de perigo hoje em dia. É incontestável o quão perigoso é ser mulher em um mundo machista. Homens podem viver uma existência distraída, na qual só se preocupam em não sentir fome, mas não é possível generalizar.

O que pode ser dito é que um homem se sente mais protegido ao pedir um App de vigem do que uma mulher. Outra coisa, eles podem caminhar na rua sem se preocupar com assedio. Por outro lado, a mulher deve estar sempre alerta: infelizmente, há muitos homens que são capazes de machucá-las.

Foi o que sofreu Duda Bassani, uma jovem brasileira que se autodenomina “uma aventureira” no Instagram, mas cuja coragem a colocou em uma situação muito perigosa.

Ela contou como em uma noite tranquila ela quase sofreu um abuso, quando ela tentava voltar para casa sem maiores problemas, pediu um carro em um app e essa viagem se transformou em um verdadeiro pesadelo.

@bassani_duda

Tudo aconteceu muito rápido. Duda estava no banco do carona, quando o motorista lhe passou um pano com um líquido. O motivo, segundo ela, era para limpar a tela do seu telefone.

A menina achou estranho, então preferiu não passar. Este foi o momento em que o motorista desistiu de fingir:

“Eu disse a ele que não fazia sentido, então ele pegou o pano, pingou muito mais líquido e me pediu para cheirar. Cheguei até a levar o pano ao nariz. Ele estava usando uma máscara. Tudo começou a escurecer e ele me disse: ‘tira a máscara para sentir de perto e naquele momento ele trancou as portas”. –Duda Bassani em seu Instagram

Percebendo que começou a ficar tonta, Duda percebeu que medidas extremas eram necessárias. Levantou a trava de segurança, abriu a porta do lado e saltou do carro em movimento. Felizmente ele não estava indo tão rápido, então ela só teve ferimentos leves.

Uma vez do lado de fora, ela parou o próximo carro, que a ajudou e a levou embora.

Pouco depois, Duda tentou fazer a reclamação para a empresa, mas eles não assumiram a responsabilidade:

“Já sabemos o nome completo, as informações, mas a empresa negou. Como uma empresa que agita uma bandeira para proteger as mulheres quando elas têm a oportunidade de fazer algo, eles fazem isso: eles dizem que simplesmente não sabem o nome da pessoa.” –Duda Bassani em seu Instagram –

A impunidade da empresa é irritante, mas com as informações que tratamos, estamos felizes que Duda não tenha se machucado.

*DA REDAÇÃO HP. Com informações UPSOCL


VOCÊ CONHECE O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO HOMEM NA PRÁTICA? O UNIVERSO MASCULINO EM UM SÓ LUGAR.

RECOMENDAMOS






Queremos falar de forma descontraída sobre o universo masculino sem qualquer estereótipo. Prazeres, Família, Trabalho, Finanças, Futuro e Gastronomia. Papo aberto, franco e direto!