Mulheres abusivas são sinônimos de controle e possessividade.

Quando se trata de ser abusivo, parece que os homens recebem todo o foco e a culpa. Este é o caso porque os homens geralmente são mais óbvios sobre seu abuso, como se tornarem fisicamente ou verbalmente agressivos. No entanto, as mulheres abusivas são muito mais comuns do que a maioria das pessoas imagina.

Por causa das diferentes formas de abuso normalmente usadas pelas mulheres, as mulheres abusivas são mais difíceis de reconhecer.

Geralmente, elas abusam de maneiras mais sutis e menos externas do que os homens, o que pode ser difícil de identificar. O abuso, fica subentendido e não deixa feridas óbvias como um olho roxo.

Então, como as mulheres abusivas realmente se parecem na vida real?

1. Gritando de forma histérica. Embora todos possamos gritar de vez em quando, uma mulher abusiva fará isso com muito mais regularidade e muitas vezes, sem uma razão clara.

2. Exigente. Ser exigente não é apenas ter expectativas irreais ou injustas, mas também ser egoísta. Um cara que estou aconselhando tem uma esposa abusiva que é muito exigente com ele, desde esperar que ele pegue seu copo de água quando ela quer até colocar sua bolsa de ginástica no carro para ela cuidar de outros interesses, todos os dias.

3. Controle. Este é um que pode ser difícil de detectar externamente, e muitas vezes, é apenas algo que você sente mais do que pode ver. O comportamento controlador pode parecer apenas estar preocupado com o seu bem-estar, como querer que você ligue enquanto estiver fora de casa, mas é motivado não pela preocupação, mas pela necessidade de manter o poder e de estar no controle.

4. Degradante e depreciativo. Infelizmente, não é incomum que os parceiros coloquem um ao outro para baixo e apenas se desculpem como humor. Mulheres abusivas podem ser muito habilidosas em humilhar seus parceiros dessa maneira. Chamar de nomes ofensivos ou colocar para baixo são formas comuns disso.

5. Silêncio. Este é um assassino de relacionamento. Pode parecer normal que depois de uma briga os parceiros não falem por um tempo, mas o tratamento do silêncio é muito, muito mais e muito, muito pior. Esta é uma escolha intencional de não se comunicar para ferir o outro parceiro. Pode durar dias e até semanas.

6. Alienar. Aqui está outro comportamento que pode ser difícil de detectar. O comportamento prejudicial pode ser dispensado com declarações como “Eu não ouvi você dizer isso” ou “Esqueci”. Pode parecer acidental, como um simples erro, mas quando há um padrão regular, não é.

7. Fazer greve afetiva. As mulheres abusivas geralmente usam este artifícil para ferir ou punir seu homem. Embora a intimidade deva realmente acontecer apenas quando ambos os parceiros estão se sentindo próximos um do outro, reter deliberadamente o ato para exercer poder ou machucar é errado e prejudicial à conexão entre os parceiros.

Você conhece alguma mulher abusiva? Se você teve uma experiência com uma mulher que é abusiva, compartilhe sua história com outras pessoas deixando um comentário abaixo.

*DA REDAÇÃO HP. Com informações Guys Tuff Counseling. Foto: Pinterest.


VOCÊ CONHECE O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO HOMEM NA PRÁTICA?

O UNIVERSO MASCULINO EM UM SÓ LUGAR.

RECOMENDAMOS






Queremos falar de forma descontraída sobre o universo masculino sem qualquer estereótipo. Prazeres, Família, Trabalho, Finanças, Futuro e Gastronomia. Papo aberto, franco e direto!