Pai tatua cicatriz no peito para filha que fez cirurgia cardíaca

A história da família da pequena Everly Backe, de 4 anos nos ensina que toda a forma de amor vale a pena, e demonstrar esse amor é a coisa mais linda desse mundo.

Com apenas três dias de nascida ela passou por uma cirurgia no coração que deixou uma cicatriz no meio do peito. Para que a garotinha não se sentisse mal em ter uma cicatriz para sempre em seu peito, o pai dela, Matt, deciciu fazer uma tatuagem nigualzinha, no mesmo lugar, para que a sua filha não sentisse que é diferente dos outros.

CIRUGIA CORACAO - Pai tatua cicatriz no peito para filha que fez cirurgia cardíaca
Everly ainda bebê após a primeira cirurgia – Foto: arquivo pessoal

Para a mãe de Everly, Lauren Backe, a atitude de Matt foi incrível e trouxe uma segurança muito maior para a filha.

“As pessoas perguntam sobre as cicatrizes dela. Seja no peito ou no pé, tentamos fazer com que seja muito positivo”, disse Lauren. “Eu sei que à medida que crescemos, essas são coisas sobre as quais você pode se tornar mais autoconsciente.”

Para ela sentir que ser diferente é bom

Para Matt, escolher tatuar uma cicatriz no peito veio para mostrar que a filha não estava sozinha.

pai tatua cicatriz no peito para filha que fez cirurgia cardiaca - Pai tatua cicatriz no peito para filha que fez cirurgia cardíacaPai fez tatuagem da cicatriz da filha no peito – Foto: arquivo pessoal

“A força, às vezes, vem em saber que você não está sozinho”, disse Matt.

“Se minha filha pode fazer isso com apenas 3 dias de idade, tenho certeza, que meu corpo de 37 anos pode fazer agora.”

A tatuagem é uma réplica exata da cicatriz de Everly.

“Se ela ficar autoconsciente sobre isso, eu posso estar bem ao lado dela e dizer, dane-se! Olhe para nós, nós dois temos nossas cicatrizes”, disse Matt.

“Meu processo de pensamento é que, à medida que ela envelhecer, talvez seja algo pelo qual possamos nos unir ou apenas que ela entenda que não está sozinha”, completa.

Lauren também fez uma tatuagem para homenagear a filha. Ela desenhou a frequência cardíaca de Everly, presente no primeiro exame que a menina fez ao nascer. Em cada ponta do desenho, a mãe ainda colocou as iniciais da filha e do marido.

pai tatua cicatriz no peito para filha que fez cirurgia cardiaca1 - Pai tatua cicatriz no peito para filha que fez cirurgia cardíaca
Everly e Matt – Foto: arquivo pessoal

Mais cirurgias estão por vir

O médico que acompanha Everly desde o primeiro procedimento, o Dr. Joshua Wong, disse que a menina ainda precisará de mais duas a três cirurgias de coração antes de se tornar adulta.

Embora a condição cardíaca complexa de Everly seja extremamente rara, a doença cardíaca congênita é muito comum entre os recém-nascidos. Mas a família não perde a esperança de que mesmo com cicatrizes, a filha ficará bem e será muito feliz.

Nós também esperamos que ela fique bem, que se recupere e, principalmente, que não ligue para “aparência” dessas cicatrizes, porque elas podem não ser estéticamente belas para quem olha, mas significam o quão forte ela teve que ser, desde o dia em que nasceu!

Uma cicatriz pode ser motivo de vergonha para uns, mas para essa família é motivo de orgulho, porque representa uma vitória!

*DA REDAÇÃO HP. Com informações de NBC Chicago


VOCÊ CONHECE O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO HOMEM NA PRÁTICA?

O UNIVERSO MASCULINO EM UM SÓ LUGAR.

RECOMENDAMOS






Queremos falar de forma descontraída sobre o universo masculino sem qualquer estereótipo. Prazeres, Família, Trabalho, Finanças, Futuro e Gastronomia. Papo aberto, franco e direto!