Por Holly Brown, LMFT

É importante ser autêntico, mas em nossas relações, precisamos também ser inteligentes. Precisamos ser estratégicos. Expressar cada pensamento e sentimento que temos não nos favorece ou beneficia nossas conexões com os outros.

Porém, você também não quer se sufocar e acabar frustrado e ressentido. Então, aqui estão algumas ideias sobre assertividade versus guardar as coisas só para si, pelo menos por um tempo.

Seja honesto consigo mesmo primeiro

Considere a situação e todas as variáveis; considere a frequência com que está ocorrendo; considere o seu papel. Se você se concentrar apenas na outra pessoa, você pode estar perdendo uma parte fundamental da equação. Onde você se encaixa?

Não desconte suas emoções. Elas lhe dão informações valiosas. Raiva ou dor são como sinais de néon piscando os dizeres: “Preste atenção.” Entretanto, uma vez que seus sentimentos o alertem, isso não significa que você tenha que agir imediatamente sobre eles. Especialmente se suas emoções são intensas, elas podem bloquear temporariamente o pensamento racional. Assim, ser capaz de dar um tempo pode ser útil.

descubra se o que sente tão intensamente no momento é realmente um problema significativo

Às vezes você não comeu, está cansado, ou permitiu que outros problemas interferissem no seu humor, dando uma dimensão maior a pequenas questões. Assim, expressar uma coisa pequena como se fosse uma grande coisa diminui a sua credibilidade. A pessoa com quem estiver se relacionando pode simplesmente ignorar os seus sentimentos.

Então, chegar ao coração do que está realmente incomodando é a chave. Quando você se expressa, você quer ter certeza que é sobre a verdadeira questão. Essa verdadeira questão pode ser o acúmulo do que não foi dito antes.

 Uma vez que você sabe que você precisa de falar, fale de forma vulnerável

Sim, eu estou falando sobre declarações. Estou falando de expressar não apenas a raiva, que é o nível mais alto, mas o que está embaixo dela, como sentimentos de decepção e tristeza. Essas são as emoções que vão atrair os outros para você, ao passo que uma forte expressão de raiva vai apenas empurrá-los para longe, fazendo com queiram se defender em vez de escutar.

Muito poucas coisas são realmente alarmantes, mesmo se assim soarem no momento em que acontecem. Lembre-se que você não tem que se manifestar no segundo que as coisas acontecem; Você apenas precisa garantir que vai dizer o que precisa ser dito num momento oportuno. E se você é daqueles que não se importam com o amanhã, então contente-se em apenas deixar para lá, em vez desperdiçar tempo e energia de todos.

Em relacionamentos contínuos, você pode retornar ao ponto se algo estiver te consumindo. Não há nenhum manual de regras quanto a isso. O que importa para você importa para o relacionamento. É melhor optar por dar um tempo para que você possa afirmar-se produtivamente, em vez de extravasar e arriscar colocar tudo a perder.

O objetivo de dizer aos outros como você se sente é o de se conectar a eles. A comunicação efetiva resolve qualquer problema.

RECOMENDAMOS


COMENTÁRIOS




Homem na Prática
Queremos falar de forma descontraída sobre o universo masculino sem qualquer estereótipo. Prazeres, Família, Trabalho, Finanças, Futuro e Gastronomia. Papo aberto, franco e direto!