RELACIONAMENTO ABUSIVO: 8 tipos de personalidade de um agressor!

É incrível, mas muitas pessoas ainda não sabem o que é um relacionamento abusivo, grande parte ainda acredita que certas situações são normais, e acabam acobertando um agressor.

Por conta disso, trouxemos aqui hoje, 8 tipos de personalidade de um agressor para que você perceba se existe algum traço em você ou em alguém que você conhece.

1 – Nunca admite estar errado (a), só ele (a) possui qualidades e nunca as percebe em sua parceira (o).

2 – Despreza a parceira (o), nunca elogia, motiva ou incentiva, fazendo com que a pessoa se sinta incapaz de tomar decisões.

3 – Diz o que deve ou não vestir, critica comportamentos como sorrisos, risadas, expressões de carinho ou afeto, obriga a ter relações sexuais mesmo sem consentimento.

4 – Faz a parceira (o) acreditar que sua vida não é nada sem ele (a), que ninguém ira ama-la (o).

5 – Impede o crescimento pessoal e profissional da parceira (o), diminui ou desmoraliza em público, entre familiares ou amigos.

6 – Utiliza de violência verbal e psicológica em formas de ameaças, constrangimentos e intimidações que muitas vezes acarreta em agressões físicas.

7 – Se mostra arrependido, tem sempre uma conversa envolvente, faz juras de amor, promete não mais errar, faz com que a vítima muitas vezes se sinta culpada (o) pelo que está acontecendo em seu relacionamento.

8 – O agressor (a) segura a parceira (o) com força, empurra, da tapas nos momentos das discussões, deixando marcas e hematomas.

Procure ajuda se estiver vivendo um relacionamento abusivo, e procure ajuda também se for você o agressor.

Orientamos as pessoas que sofrem abusos físicos ou emocionais a contarem para todo mundo, família, amigos, o que acontece em 4 paredes, só assim, poderão se fortalecer, se empoderarem e conquistarem novamente sua autoestima, que é a primeira coisa que o indivíduo perde quando vive um relacionamento abusivo.

Procurar ajuda dos familiares e amigos e ter a coragem de relatar o que está vivendo em seu relacionamento é fundamental, e em caso de violência, procure imediatamente a polícia.

Com esse apoio a vítima estará em condições de se questionar sobre o tipo de vida que está tendo, perceber o que vem perdendo com essa relação e colocar um ponto final nesse relacionamento.

A orientação psicológica poderá ajudar a se fortalecer, a recuperar sua autoestima e voltar a acreditar em si mesma(o). Este profissional estará apto a ajudá-la(o) a encontrar um novo sentido para a sua vida e acreditar que poderá ser feliz novamente em um relacionamento sadio e harmonioso.

Precisamos buscar entender os motivos que nos levam a permitir esse abuso, o que nos motiva a seguir ao lado de um agressor para que possamos nos libertar desses condicionamentos e nunca mais nos deixar levar por pessoas abusivas, seja nos relacionamentos afetivos, seja no trabalho ou amizades.

Dê um basta!

*DA REDAÇÃO HP. Com informações MC


VOCÊ CONHECE O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO HOMEM NA PRÁTICA? O UNIVERSO MASCULINO EM UM SÓ LUGAR.

RECOMENDAMOS






Queremos falar de forma descontraída sobre o universo masculino sem qualquer estereótipo. Prazeres, Família, Trabalho, Finanças, Futuro e Gastronomia. Papo aberto, franco e direto!