Por Elaine Leme

Não é só de belezas naturais que a cidade maravilhosa vive não. A gastronomia da cena carioca também faz bonito e está cada vez mais sofisticada. De pães a cozinha artesanal, os novos restaurantes do Rio de Janeiro prezam pelo que há de melhor e pela simplicidade, sem deixar de ganhar o cliente também pelo charme no décor.

Seguem algumas sugestões de primeira linha para quem sabe, encarar a ponte aérea e degustar um jantar especial!

Empório Jardim – Jardim Botânico

São três climas em um único local: bistrô, deli e padaria, que se misturam no Empório Jardim, Jardim Botânico. O café da manhã, que pode ser montado pelo cliente e a qualquer hora do dia, inclui mais de quinze opções de pães artesanais em fornadas regulares.

Da cozinha é que saem as delícias como: tapiocas, cookies, bolos e frios e refeições das mais leves, como omeletes e quiches, aos tradicionais picadinho e steak tartar. A casa oferece ainda sobremesas e traz como destaques os macarons, éclairs e a clássica torta Ópera. Todos de se comer com os olhos. Com tantas opções é impossível não levar suas delícias para viagem em embalagens fofas. Bom Apetite!

Sawasdee – Ipanema

Os cariocas que apreciam sabores asiáticos podem incluir mais um restaurante em sua rota gastronômica. O Sawasdee traz além de pratos inspirados em diferentes regiões da Ásia, novidades comandadas pelo chef Marcos Sodré. Entre suas criações, as mais exóticas são o risoto thai de camarões com abóbora e o cordeiro com redução de abacaxi e curry vermelho, além do cardápio renovado, com receitas que marcaram a história do tailandês. Basta indicar as restrições alimentares e o chef prepara pratos com o que há de mais fresco no dia, mesclando receitas do cardápio com muito improviso.

Quadrucci – Leblon

O Quadrucci traz no cardápio uma excelente culinária oriunda do norte da Itália. Compõem o menu, saladas, massas, risotos, carnes e sobremesas, tendo como base insumos sempre frescos e vegetais orgânicos com assinatura do chef Ronaldo Canha. Aos olhos, é um ambiente com decoração contemporânea e toques de romantismo, na mesa flores e velas para conferir um caráter mais aconchegante. A varanda é o ponto mais disputado do restaurante, aberto em 2001. A casa oferece entre as entradas o steak tartar do chef acompanhado de batatas fritas ou salada e o vinagrete de frutos do mar ao molho cítrico.

Destaque para a carta de drinques. Entre as opções de bebidas, criações descoladas como Búzios fazem sucesso no bar, uma versão do Martini feito com vodca de baunilha, figo e água de coco. Outras bebidas imperdíveis são também oferecidas no restaurante, como a vodca de baunilha, suco de abacaxi e Grenadine e o Bellizzi, com laranja kinkan, suco de uva verde, saquê e espumante.

RECOMENDAMOS


COMENTÁRIOS




Elaine Leme
Jornalista e blogueira, escreve sobre viagens, gastronomia, entretenimento e comportamento.