Por Laqwanda Roberts-Buckley

 

Às vezes precisamos ser honestos com nós mesmos. Nem sempre temos a energia que desejamos ter. Nos últimos meses me dispus a escrever e me dedicar mais ao meu blog.

Tantas coisas aconteceram, que eu senti que precisava apenas deixar rolar e largar mão. E foi isso que eu fiz, desencanei de tudo, pelo menos por um tempo. Neste tempo, fiquei pensando que eu realmente precisava deixar de me importar com as coisas, porque ligar o “f * -se!” de vez em quando é uma forma de autocuidado.

Não me interpretem mal aqui, há momentos em que devemos nos preocupar com as coisas. Às vezes, precisamos nos libertar do peso do mundo e suas questões, simplesmente desencanando e nos dedicando a fazer outra coisa.

Se você está considerando dizer um sonoro “*f -se!”, veja três razões que podem ajudá-lo a tomar essa decisão:

  1. Você merece um descanso. Veja, você se dedica a coisas que requerem sua atenção todos os dias. Diariamente, se arrebenta para dar conta de tudo o que te pedem… Agora se sente cansado, frustrado e talvez com raiva. É hora de parar, olhar no espelho e dizer “*f -se!” Você merece um dia só para você. Não se deixe convencer; apenas vá em frente e não se importe por um dia!
  2. Dizer “*f -se!” é libertador. Alguma vez você já sentiu uma pressão enorme e a necessidade de extravasar? Se nunca tiver sentido, considere-se sortudo. Quando esses momentos surgem, pense neles como uma oportunidade para assumir o comando emocional da sua vida. Novamente, pare tudo, olhe-se num espelho, saia de onde estiver, ou sente-se no carro e diga “*f -se!” Respire fundo e diga “*f -se!” novamente. Quando faço isso, começo a colocar algumas ações por trás de minhas palavras. Começo a tirar as coisas da minha listinha de pendências até me sentir mais leve. Há um sentimento libertador em perceber que nem tudo precisa ser feito hoje, que algumas coisas podem ser deixadas para amanhã também.
  3. Talvez possa ficar para amanhã! Às vezes, nos atormentamos por conta de tarefas desgastantes, porque esquecemos que podem ser deixadas para o dia seguinte. Mais uma vez, essa é uma boa hora para ligar o “*f -se!” e superar o obstáculo. Eu aprendi a levar as coisas tranquilamente, dia a dia. Na prática, isso significa que o que precisa ser feito hoje, será feito hoje e o que não precisa, não será. Sou bem resolvida quanto a isso. E honestamente, acredito que você pode ficar também.

Ligar o “*f -se!” não é para todos. No entanto, os que tiverem condições de fazer isso vão perceber o quão poderoso pode ser se distanciar das coisas. Sei que essa atitude pode envolver alguns sacrifícios. Eu, por exemplo, quase perdi o meu blog, mas precisei permitir que o barulho externo da minha vida morresse. Então, hoje, se você sentir que precisa parar um pouco e ligar o “*f -se!”, vá fundo e faça exatamente isso!

 

RECOMENDAMOS


COMENTÁRIOS




Homem na Prática
Queremos falar de forma descontraída sobre o universo masculino sem qualquer estereótipo. Prazeres, Família, Trabalho, Finanças, Futuro e Gastronomia. Papo aberto, franco e direto!