8 dicas para quem está tentando superar uma rejeição!

Uma coisa é certa, a rejeição dói, mas essa dor não vai durar para sempre, a não ser que você não consiga aceitar o fato de alguém não gostar de você.

Se você for aquele tipo de pessoa que precisa que os outros correspondam as suas vontades, você, inevitavelmente vai sofrer.

Se esse for o seu caso, a forma mais fácil de superar é trabalhar o amor-próprio porque quando a gente não consegue aceitar que o outro não goste ou não sinta o mesmo pela gente, é mais uma questão de ego ferido do que de medo de rejeição, concorda?

Segue aqui esses passos que, com certeza você vai conseguir superar essa pessoa e vai se amar tão profundamente que não vai mais ser tão doloroso assim quando alguém não quiser estar ao seu lado. Porque você estará tão confiante em si mesmo que saberá que se essa pessoa não quis, aparecerão outras que vão querer, e outras, talvez, infinitamente melhores para você.

1. A rejeição pode parecer assustadora, mas dá para sobreviver.

Você pode pensar que é o único que tem medo de ser rejeitado, mas muitos outros têm o mesmo medo. A rejeição não é tão assustadora se você souber como lidar com ela, no entanto:

Não deixe que seu medo o impeça de tentar – em vez disso, aprenda a trabalhar suas experiências de rejeição, abafando a ânsia do ego que quer ser aceito e amado por todas as pessoas do mundo.


2. Todos nós experimentamos rejeição.

Até a pessoa mais preparada e capaz que você conhece já foi rejeitada. Acredite ou não, eles tiveram que trabalhar os mesmos sentimentos que você está experimentando agora. Você provavelmente os considera infalíveis à rejeição porque eles não demonstram sofrimento em público ou superam com uma maior facilidade quando são rejeitados.

Mas o que difere mesmo essas pessoas de você é que eles se recusam a desistir de seus sonhos. Por isso, eles viram a página e partem para outra, seguem em frente e se reconstroem sem tanto alarde.

3. Sempre haverá um lar para o seu talento.

É aquela coisa, sempre existirá uma tampa para a sua panela, e se você ainda não a encontrou, talvez seja porque você fica insistindo em encaixar a tampa errada por muito tempo. Se um emprego, escola ou pessoa o rejeitar, você pode apenas estar batendo na porta errada.

Continue procurando uma saída que se encaixa no que você tem a oferecer. Se você produz um bom trabalho de forma consistente, haverá um lugar neste mundo que aceitará e apreciará tudo o que você tem a oferecer. Nesse caso o que você precisa trabalhar é a confiança em você mesmo.

4. Desistir é a pior reação possível à rejeição.

Quando você desiste de seguir os seus sonhos após uma rejeição, tem zero por cento de chance de alcançar o resultado que originalmente desejava. E outra, você se torna uma pessoa menos interessante aos olhos dos outros. Se você deseja realmente atingir seus objetivos, continue, persista, e não dê ouvidos ao seu ego ferido, abafe as conversas sabotadoras e siga em frente.

5. A rejeição o ajudará a crescer tanto pessoal quanto profissionalmente.

Você pode descobrir que produz alguns de seus melhores trabalhos após uma rejeição – a rejeição pode inspirar criatividade e determinação.

Você também desenvolve a resiliência a cada rejeição que recebe, o que lhe dará a força para continuar trabalhando em direção aos seus objetivos. Isso se você não se vitimizar e decidir jogar a toalha.

6. O processamento de sua rejeição pode ajudá-lo a entender como ela é universal.

A rejeição é difícil de discutir, mas converse com seus amigos sobre suas experiências.

Troque histórias de rejeição com pessoas de confiança em seu setor. Converse com seu terapeuta sobre como lidar com a rejeição.

Quanto mais você compartilha o que você sente, não como lamentação, mas como experiência de vida, mais se lembra de que a rejeição é universal. Todos já passaram por isso, mire-se no exemplo daqueles que “sacodiram a poeira e deram a volta por cima”!

7. Permita-se sofrer a rejeição, mas não deixe seus sentimentos tomarem conta de você.

Reserve um tempo para trabalhar seus sentimentos sobre a rejeição que você experimentou – você passou por uma perda é normal ficar triste. Não finja que está tudo bem, não finja que não doeu, não jogue a sujeira para de baixo do tapete porque ela acumula e aparece contaminando tudo depois.

Leia também: Diário de um impulsivo: “Eu sempre serei demais para algumas pessoas”.

Tire um tempo para processar a perda, acolha a tristeza, mas não permita que ela fique com você por muito tempo, deixe a ir depois de algumas horas, e vá fazer algo gostoso pra você. Se você está em um estado de espírito emocional ruim, não tome uma decisão repentina e impulsiva de jogar fora todo o trabalho que o trouxe até aqui. Espere até aceitar a rejeição para decidir como seguir em frente.

8. Seus sentimentos em relação à rejeição recente não durarão para sempre.

Com o passar do tempo, você processará suas perdas com mais facilidade, traçará um novo curso e aceitará para onde está indo a vida. Algum dia, este momento que está acabando com sua confiança não vai doer tanto. Você pode até ser capaz de olhar para trás e rir de sua experiência – porque você sabe que cresceu e superou cada rejeição que enfrentou.

Você se torna mais forte a cada rejeição que supera, mas se torna mais fraco cada vez que se vitimiza e coloca a culpa no outro. Pare de procurar culpados, apenas aceite que não era para ser, e continue fazendo o seu melhor, confiante que vai chegar a sua hora!

*DA REDAÇÃO HP.
Com informações TC. Foto de Milan Csizmadia no Unsplash


VOCÊ CONHECE O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO HOMEM NA PRÁTICA? O UNIVERSO MASCULINO EM UM SÓ LUGAR.

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Homem na Prática
Queremos falar de forma descontraída sobre o universo masculino sem qualquer estereótipo. Prazeres, Família, Trabalho, Finanças, Futuro e Gastronomia. Papo aberto, franco e direto!